Leo Garcia Quarteto

 
O quarteto instrumental formado por Leo Garcia (piano, violão, voz), Cristian Faig (flauta, escaleta e voz), Pablo Lazarte (violão) e Alexandre Damaria (percussão) apresenta um repertório predominantemente autoral, combinando MPB instrumental com elementos do jazz e do pop, e também do folclore argentino.

O resultado é um ambiente sonoro de caráter pictórico, criado através de uma variedade de configurações instrumentais, tímbricas, e rítmicas, onde se propõe a contemplação, a introspecção e a reflexão, sem abrir mão da leveza e da sensibilidade.

Atuando inicialmente na formação de trio desde o início de 2017, já realizaram shows no Teatro Álvaro de Carvalho (TAC), no Jurerê Jazz Festival 2017, e no projeto Museu Musical, no Masc – Museu de Arte de Santa Catarina, promovido pela Fundação Catarinense de Cultura.

A partir do segundo semestre de 2017 o grupo ampliou sua formação, ao acrescentar o riquíssimo trabalho de percussão do músico Alexandre Damaria.

Atualmente o grupo está gravando seu CD de estréia, intitulado Imagens.

Cristian Faig (Buenos Aires – Argentina)

Flautista e cantor formado em flauta transversal clássica pelo Conservatório Carlos Lopez Buchardo de Buenos Aires, sua cidade natal, e desde então vem realizando uma carreira alternada entre as performances eruditas e populares, destacando o interesse e desenvolvimento de uma linguagem de improviso que combina influências de tango, jazz, folclore argentino e música brasileira. Radicado em Florianópolis, em seu currículo constam atuações como primeiro flautista da Orquestra Sinfônica de Santa Catarina (OSSCA) e Camerata Florianópolis, além de integrar diversos grupos instrumentais locais. www.cristianfaig.com

Pablo Lazarte  (Buenos Aires – Argentina)

Violonista e baixista, e tem formação acadêmica em música, sendo formado pela Escuela de Música Popular de Avellaneda, e pós-graduado em Tango e Folclore pelo Conservatório Manuel de Falla, ambos em Buenos Aires, sua cidade natal. Em Florianópolis, integrou o trio Capotango, apresentando-se em palcos da ArgentinaBrasil, e em diversos países da Europa.

Alexandre Damaria  (Florianópolis – SC)

Percussionista que atua como professor e músico em grupos de chorinho, samba, salsa e maracatu, tendo ministrado diversas oficinas de percussão no estado de Santa Catarina. Integrante e fundador do grupo Tijuquera, participou de diversas oficinas de percussão brasileira com os músicos GuelloEder O’RochaGlen Vélez e Armando Marçal, entre outros. Em 2000, no Rio de Janeiro, foi aluno de Marcos Suzano (pandeiro brasileiro) e do baterista Guilherme Gonçalves (o ritmo pelas suas subdivisões). Durante dois anos e meio, fez parte do Rio Maracatu, por meio do qual atuou como professor, ministrando aulas no Centro Cultural Fundação Progresso (Circo Voador/RJ), no Centro Cultural Maracatu Brasil e na Sala Funarte. No Rio Maracatu, foi músico do primeiro-time de apresentações em shows na BahiaMinas Gerais e por todo o Rio de Janeiro. Em 2011, foi coautor do livro O Berimbau e ministrou oficina de percussão na 38º Encontro de Artes (ENARTE –  Universidade  Federal do Pará – Belém/PA). Em 2013, participou do Rhythm World 23 — organizado pela instituição Chicago Human Rhythm Project —, como percussionista do grupo de sapateado Cia Trupe Toe. Em 2014, foi percussionista no show conjunto de Lenine e a Camerata de Florianópolis, que ocorreu na programação do Jurerê Jazz Festival. Cursou percussão na Escola Livre de Música de Florianópolis.